DESTAQUES

Vive apressado?

Karina Simões 22/11/2017 COMPORTAMENTO
Vive apressado?
Fonte: imagem Pixabay
Os efeitos desse comportamento podem te fazer mal

por Karina Simões

A ansiedade sempre esteve presente na história da humanidade. Mas, somente há pouco tempo, ela vem sendo percebida, cada vez mais, através de seus efeitos psicossomáticos e negativos que acarretam em todos nós. Meu consultório que o diga, com a alta demanda, de pessoas acarretadas com a pressa para tratar a ansiedade.

Mas, antes de falarmos da ansiedade patológica, é importante ressaltar e considerar a ansiedade normal como uma ferramenta necessária à nossa sobrevivência, ou seja, ela nos faz termos a capacidade de adaptação, de luta e fuga. Ela é um sinal de alerta que nos adverte sobre supostas necessidades.

Nessa perspectiva, ressalta-se a importância de trabalharmos essa ansiedade de forma correta e equilibrada, para que assim, sejamos favorecidos por ela no dia a dia. É pela via do processo de psicoterapia que se encontra esse equilíbrio desejado. Aprendendo novas formas de visualizar a vida, com foco na psicologia positiva, por exemplo, e modificando padrões comportamentais disfuncionais, ou seja, que não são úteis para nosso bem-estar em saúde mental.

Ansiedade: sintomas

- Sintomas físicos: tremores, tensão muscular, fadiga, palpitações, sudorese, tonturas, náuseas, boca seca, diarreia, calafrios etc

- Sintomas emocionais: sensação de fraqueza, inquietação, falta de ar, ar curto, impaciência, concentração e memória ruins, dificuldade com o sono, irritação, emotividade excessiva etc.

Na Psiquiatra e na Psicologia, os quadros ansiosos mais graves podem estar presente em vários transtornos, tais como: Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT), Transtorno de Pânico (TP), Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC), Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG), entre outros vistos nos consultórios hoje em dia.

Publicidade - o texto continua abaixo.



Pressa: fator desencadeante

Um dos aspectos que tem servido como fator desencadeante ou maléfico da ansiedade é a pressa. Hoje em dia todos estão atrasados. A correria do dia a dia e as exigências múltiplas aceleram o ritmo e o funcionamento também internamente das pessoas. Perdeu-se a capacidade de se demorar, saborear ou viver o “agora”. Quando se chega ou se conquista alguma coisa, parece que isso perde o objetivo ou o sentido. E logo, deseja-se outra coisa... e outra coisa e assim vai.

Nesse “frenesi” o funcionamento psíquico também adapta-se a esse modelo onde o tempo é sempre curto ou apertado para se fazer e viver o que se pretende.

Se eu pudesse dar um único conselho ou sugestão a cada pessoa (leitor), eu diria que procurasse diminuir a velocidade com o que tem se permitido viver, e assim descobrir-se, que não é correndo, mas contemplando em cada segundo a eternidade possível. Assim como diz o ditado: “a pressa é inimiga da perfeição”. Que possamos viver a busca por esse equilíbrio.




TAGS :

    pressa, ansiedade, transtorno, tag, psiquiatria, psicologia

Karina Simões

Psicóloga clínica cognitivo-comportamental. Possui especialização em Psicologia da Saúde e Desenvolvimento pela UFRN. Especialização pela Faculdade de Medicina do IPHC da USP. Membro da Federação Brasileira de Terapias Cognitivas - FBTC. Mais informações: www.karinasimoes.com.br



ENQUETE

De qual problema você gostaria de se livrar em 2018?








VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.